Nos dias 9, 10 e 11 de agosto a UDESC recebeu o Seminário Nacional de Pesquisa e Extensão em Moda (SNPEM). O evento contou com três palestrantes: Dr. Ronaldo Vasques, da UEM, Dr. Valter Cardim, da ULisboa e IADE, e a Dra. Sandra Rech, UDESC, também coordenadora do evento. Em primeira parte do evento foram abordados temas de cunho científico e, na segunda parte, que acontecerá no início de outubro, serão abordadas questões de mercado relacionadas à moda.

 

Na primeira palestra, ministrada pelo Dr. Ronaldo Vasques, sobre a Identificação e Análise de Têxteis/Vestuário do século XIX em Museus, foi trazido à luz os métodos de identificação de fios e a importância dos têxteis dentro da História.
Ficou evidenciado que os têxteis têm, de modo geral, carecido de informações mais aprofundadas dentro de museus, ao faltar especificidade na apresentação nas questões de design de superfície têxtil. Os têxteis que resistiram ao tempo são capazes de fornecer indicativos sobre a sua utilização e função, permitindo que o pesquisador possa reconhecer características que conectam a peça a um espaço-tempo e então estabeleça relações entre documentos a fim de determinar novas informações relacionadas às peças analisadas e seu contexto. A análise foi realizada com peças da reserva técnica do Museu Alberto Sampaio, em Guimarães/PT, e o Museu Imperial, em Petrópolis/BR. Com o auxílio de conta-fios manual e eletrônico e lupa esteroscópica, foi possível determinar, por exemplo, a autenticidade de peças da Família Real Brasileira, ao se reconhecer que uma camisa de Dom João era de linho, na época somente usado pela Família Imperial.
Entre outros aspectos, foi frisada a importância do estudo do design de superfícies (que também inclui bordados e rendas, além de estampas) e sua relação direta com a história e com a arte.

A segunda palestra, da coordenadora do evento, Dra. Sandra Rech,  foi abordada sua pesquisa de  pós-doutorado – Estudo de Tendências: a experiência de pesquisa no TrendsObserver (Portugal). Na rede de pesquisas do TO, que busca mapear as tendências de consumo através de mecanismos como o trendspotting e o trendwatching,  e que este abarca paradigmas, macrotendências, microtendências,  foi efetivado um estudo comparativo com o trabalho da Dra. Sandra Rech a partir da investigação elaborada no no laboratório Futuro do Presente (Brasil). Ambos estavam em sintonia quanto aos pontos principais do estudo de tendências.
Enquanto esteve em Portugal foi identificado uma nova macrotendência, batizada de Unrestricted Human, em outubro de 2015. Caracterizada pela diluição e flexibilidade da identidade de gênero,  fruto do individualismo que culmina numa identidade mais plena e completa, sendo  que o TO foi o primeiro laboratório de tendências a identificá-la no mundo.
Todo o estudo de tendências seguia protocolos e métodos para identificação, mapeando o Zeitgeist para, através do espírito do tempo, identificar pontos de concentração de consumo e comportamento, analisando aspectos em eixos que iam do individual ao coletivo e do conservador a vanguarda.

A terceira palestra, do Dr. Valter Cardim, abordou Os Biótipos da Tradição Ayurveda e sua Aplicação no Universo da Moda e da Cultura Contemporânea. Ayurveda é o nome dado ao conhecimento médico desenvolvido na Índia há mais de 7 mil anos, onde Ayur significa vida, e Veda, ciência, então baseado no sistema dos cinco elementos que formam toda a manifestação material do universo (éter, ar, terra, fogo e água). Os cinco elementos influenciam em todo universo e também na constituição do corpo humano através do dosha. Os doshas são divididos em Vata (ar e éter), Pitta (fogo e água), e Kapha (terra e água), sendo que todas as pessoas possuem os três doshas em diferentes proporções e combinações. O desequilíbrio nos doshas pode acarretar doenças, e suas combinações estabelecem diferentes tipos de comportamento e manifestações físicas.
A compreensão desses biótipos possibilita a leitura do comportamento, o que pode auxiliar o mapeamento do consumo de produtos específicos para cada tipo de dosha e suas necessidades, desde cosméticos e alimentação, chegando a questões da cor das roupas e tecidos ideais para cada dosha, como também os ambientes adequados para cada combinação, estimulando diferentes aspectos da personalidade e comportamento individual vinculados a identidade dos diferentes biótipos.

Com aproximadamente 130 ouvintes por dia, o SNPEM irá receber, nos dias 4, 5 e 6 de outubro, palestras de Andrea Greca Krueger, da Berlim (PR), Simone Rech, da Design + Estratégia (RS) e Maria Carolina Z. Ferreira, do CocreationLab (SC), para abordar questões de mercado relacionadas ao mercado de moda.

Curta e compartilheTweet about this on TwitterPin on PinterestShare on LinkedInShare on Google+Share on Facebook

Deixe um comentário